Notícias

Farinha gato 1

Farinhas: Mercado muito brigado e baixos volumes resumem jan/17

Impressões de moinho paranaense sobre a condição de negócios no mês de janeiro e projeções para fevereiro

De AF News Análises

 

Por Gabriel Ferreira

 

O entrevistado de hoje foi um moinho paranaense, que resumiu bem aquilo que observamos no momento nas vendas de farinhas na indústria. A tentativa é de manutenção de preços por parte dos vendedores, os compradores buscam quedas, e a competição diante da enorme quantidade de farinha no mercado é enorme!

Com aquisições de trigo baseadas apenas no trigo do Estado, e sem comprar trigo gaúcho por conta do barato que lhe sai caro em função dos créditos de ICMS, moinho paranaense destacou um mês de janeiro muito fraco, com vendas apenas seguindo as entregas fixadas em meses anteriores.

Entrevistado vê um mercado de farinhas comuns bem mais propício à negócios ou manutenção de preços do que as farinhas especiais, já que vendas em São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais estão extremamente congestionadas, com grandes moinhos (alguns de cooperativas), diante da enorme extração deste tipo de farinhas no ano.

Mais um que reclamou de fretes caros e uma dificuldade extrema em fechar negócios no mês de janeiro, já que a firmeza em alguns clientes cativos resultou na redução de volumes ou até na perda de vendas. Dificuldade extrema para abrir novos clientes, com compradores ausentes ao contato e reportando número enorme de fornecedores.

 Expectativa é de melhora em fevereiro, diante da ideia de maior pressão nos preços para fechamentos de negócios, diante de bons negócios fechados no trigo e em grandes volumes.